Receba as atualizações, novidades, lançamentos, dicas, artigos e muito mais! Inscreva seu e-mail:

19/04/2012

Causas da Obesidade


Em termos científicos, a obesidade acontece quando uma pessoa consome mais calorias do que queima. As causas para o desequilíbrio entre calorias ingeridas e queimadas podem variar de pessoa para pessoa. Fatores genéticos, ambientais e psicológicos, entre outros, podem causar a obesidade.

Fatores genéticos da obesidade
Obesidade tende a ocorrer em membros da mesma família, o que sugere uma causa genética. Ainda, familiares também compartilham hábitos de dieta e estilo de vida que podem contribuir para a obesidade. Geralmente é difícil separar os fatores genéticos dos de dieta e estilo de vida. Ainda assim, a ciência mostra que hereditariedade está relacionada com a obesidade. Em um estudo, adultos que foram adotados quando eram crianças mostraram ter peso mais próximo de seus pais biológicos do que dos pais adotivos. Nesse caso, a herança genética teve mais influência no desenvolvimento da obesidade do que o ambiente na família adotiva.

Fatores ambientais da obesidade
Entretanto, o genes não sentenciam a pessoa a ser obesa pelo resto da vida. O ambiente também tem forte influência como uma das causas da obesidade. Isso inclui hábitos de estilo de vida, como o que a pessoa come e seus hábitos de atividade física.
Embora você não possa alterar sua herança genética, pode mudar seus hábitos alimentares e níveis de atividade física. Tente essas técnicas que tem ajudado as pessoas a perderem peso e não recuperá-lo:
Aprenda como escolher refeições mais nutritivas com menos gordura.
Aprenda a reconhecer e controlar as características do ambiente que o fazem comer mesmo quando não está com fome, como por exemplo odores convidativos.
Fique mais ativo fisicamente.
Mantenha registros do que você come e das atividades físicas. 

Fatores psicológicos da obesidade
Fatores psicológicos também podem influenciar os hábitos alimentares. Muitas pessoas comem como resposta a emoções negativas como tristeza, tédio ou raiva.
A maioria das pessoas acima do peso não tem mais problemas psicológicos do que as com o peso correto. Ainda assim, até 10% das pessoas com obesidade moderada, que tentam emagrecer sozinhas ou através de programa de perda de peso comercial, têm desordem de compulsão alimentar. Essa desordem é ainda mais comum em pessoas com obesidade severa.
Durante os episódios de compulsão alimentar a pessoa ingere grandes quantidades de comida e sente que não consegue controlar o quanto está comendo. Aqueles com problemas de desordem de compulsão alimentar mais severos também têm maior probabilidade de ter sintomas de depressão e baixa auto-estima. Pessoas com problema de desordem de compulsão alimentar podem ter mais dificuldade para perder peso e não recuperá-lo.
Se você estiver incomodado por um comportamento alimentar compulsivo e acha que tem desordem de compulsão alimentar, procure ajuda de um profissional da saúde.

(Fonte: http://www.copacabanarunners.net/causas-obesidade.html)

Grupo On Line:






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça parte do Emagrecendo Com A Cabeça. Siga-nos!