Receba as atualizações, novidades, lançamentos, dicas, artigos e muito mais! Inscreva seu e-mail:

21/05/2012

Equilíbrio e Harmonia Alimentar

Sempre vejo as pessoas que iniciam reeducação alimentar envolvidas em dilemas do tipo “Comer ou não comer?” quando se vêm diante de uma guloseima.

Uma pessoa saudável, que não tenha problemas de saúde e nem restrições médicas referente à alimentação, pode comer de tudo, até mesmo sua guloseima preferida, portanto, a questão está em desenvolver o equilíbrio e a harmonia alimentar.

A partir do momento que se desejou emagrecer, é imprescindível  adotar hábitos alimentares que poderão ser mantidos para o resto da vida, e neste processo cada um vai descobrindo o seu equilíbrio e os seus limites, por exemplo, tenho uma paciente que come um pedaço pequeno de chocolate todos os dias, e têm se mantido magra há sete anos. Tenho uma outra paciente que há 3 anos, por decisão própria, não ingere nada que contenha açúcar, só com adoçantes, pois se sente melhor assim, e tenho aqueles que preferem eleger um dia da semana para consumir a guloseima que gosta, enfim, cada um encontrará seu ponto de equilíbrio no processo de reeducação alimentar. 


Vale lembrar que, comer é um ato que depende do nosso comando, portanto não é involuntário ou automático, e são exatamente nossas ações que devem ser modificadas quando o assunto é emagrecer ou manter o peso.

É importante mudar os conceitos sobre os alimentos, não vê-los como proibidos e desenvolver o equilíbrio, através de escolhas mais saudáveis e menos calóricas sim, porém em momentos planejados consumir com moderação as guloseimas preferidas. Pois o problema nem sempre é o alimento em si, mas o comportamento diante dele, o modo de se relacionar com ele...

Mude sua cabeça e emagreça! Grande abraço,

Psicóloga Clínica Carla Presutti.
 
“Não faça dieta. Mude hábitos!”

www.facebook.com/receitas.saudaveis 

www.facebook.com/emagrecendocomacabeca

10 comentários:

  1. Ótimo post, como sempre! Realmente, comecei a RA não faz um mês e, quando como o primeiro pedaço ... é o caminho para a perdição. Devo aprender a controlar este quesito, que é essencial - saber parar de comer. Este final de semana fizemos uma tábua de frios e compramos um pedaço de queijo para fazer cubinhos. Resisti um pouco até pegar o primeiro... era par ter pegado APENAS UM. peguei três ¬¬.

    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Podemos comer de tudo Thaís, e devemos planejar nossas refeições e incluir as coisas que gostamos. Quando o alimento for muito calórico e pouco saudável, também podemos comer. O detalhe é não consumí-lo com frequência e programar-se para comê-lo, de modo que vc possa compensar esta ingestão calórica, que pode ser através de atividade física. Aprender a lidar com as emoções também é fundamental em uma R.A.Vc faz parte do grupo on line?

      Beijos e obrigada pelo carinho!

      Excluir
  2. Muito bom os seus textos e dicas!! Vc só atende em SP?? Que pena.. moro em Recife!!
    Vou ficar acompanhando pelo face e pelo blog!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thaisa! Fico contente que esteja gostando dos textos.
      Atendo em São Paulo, mas faço orientação psicológica via skype. Dê uma olhadinha em meu site: www.carlapresutti.com.br
      Beijos light!

      Excluir
  3. Boa noite!
    É exatamente isso que venho tentando fazer.
    Já fiz dezenas de dietas com restrições. Emagreci, mas nunca consegui manter meu peso.
    Dessa vez estou tentando mudar meu comportamento diante dos alimentos. Comendo em menor quantidade. E sempre algo que valha a pena. Que eu goste MUITO.
    Seus posts são muito úteis.
    Abraço grande.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita futura mamãe! Fico muito contente em estar podendo auxiliar vc e o pessoal que segue o blog! Se desejar, fique à vontade para dar sugestões de textos. Publicarei com grande satisfação. Beijos e boa semana!

      Excluir

Faça parte do Emagrecendo Com A Cabeça. Siga-nos!